Falta de educação financeira faz as pessoas quebrarem no day trade

A maioria foca no ganho e não no caminho, gastando horas imaginando como a vida será maravilhosa quando tiverem os ganhos, mas não querem aprender. Conhecimento é a base para te levar mais longe
Por  Ariane Campolim
info_outline

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores

Durante a pandemia, o número de novos investidores bateu recorde na Bolsa de Valores, especialmente na modalidade day trade. Vejo muitos artigos e várias pessoas citarem que o day trade só faz as pessoas perderem dinheiro, o que não acho que seja verdade. Para mim, as pessoas vêm para a Bolsa sem nenhuma instrução ou educação financeira. A falta de preparo para qualquer área da vida não pode resultar em sucesso.

Infelizmente, as redes sociais estão cheias de influenciadores que dizem que investir na Bolsa é fácil, basta você adquirir o curso deles e você ficará milionário sem esforço algum. No day trade, principalmente, como se fosse possível enriquecer rápido na modalidade mais difícil de investimentos, de um jeito simples – é o que eles dizem. Para te convencer, mostram uma vida de luxo e ostentação, com viagens, carros e tudo de bom que o dinheiro pode oferecer.

Muitas vezes, me pergunto se as pessoas são tão ingênuas a ponto de acreditar em promessas de ganho garantido ou se elas sabem que estão sendo iludidas e, mesmo assim, preferem acreditar no conto de fadas do day trade.

Acho que nosso real problema não é a Bolsa – nem diretamente o day trade. Temos um problema cultural muito grande: as pessoas não querem fazer esforço algum. Elas não querem plantar, mas querem colher em abundância. Querem colocar R$ 500 e ganhar R$ 10 mil por mês. Só esquecem que a realidade da vida não é a imaginação e nem os finais felizes do filme, que não passam de uma ficção.

A Bolsa não é lugar para quem não quer aprender ou entender pelo menos o básico do mercado financeiro. Mesmo que a pessoa comece no day trade, obtendo lucros, ela acaba quebrando. A culpa disso, na maioria das vezes, pouco tem a ver com a técnica, mas sim com a falta de educação financeira, de como gerir seu próprio dinheiro.

Em um país onde mais de 70% das famílias estão endividadas e não sabem como administrar seu dinheiro, não se espera que saibam como administrar os riscos envolvidos ao investir na Bolsa, ainda mais na modalidade mais arriscada: o day trade.

Poucas pessoas têm controle sobre o dinheiro que gastam. O que vejo no day trade é que mesmo aqueles que começam a conseguir algum resultado não têm a mentalidade de construir uma reserva de emergência, guardar dinheiro para os meses que podem fechar negativos e, mesmo assim, terão as contas para pagar.

Os poucos que vi começarem a ter lucros já querem a recompensa. Além disso, ficam pensando em como gastar aquele dinheiro. Acreditam que encontraram a fórmula mágica e que, agora, terão dinheiro todos os meses.

Não somos educados financeiramente, não sabemos como gerir nosso dinheiro e não temos a cultura de adiar o presente para colher os frutos. Tudo isso junto realmente faz do day trade um perigo para pessoas sem instrução ou qualquer conhecimento financeiro.

Afinal de contas, uma pessoa sem conhecimento de como administrar seu dinheiro e operar no day trade certamente fará parte da estatística dos que falham na Bolsa.

É muito complicado fazer as pessoas entenderem que não existe dinheiro fácil. Ao conversar com diversas pessoas que aprenderam a lidar com o dinheiro e os riscos envolvidos, todos tiveram que fazer algum esforço para aprender tudo que é necessário. O que faz uma pessoa milionária não é o dinheiro em sua conta bancária e sim o que ela é, sua mentalidade e tudo que foi necessário aprender para conquistar os milhões disponíveis na conta.

Recebo mensagens de muitas pessoas que, apenas por verem meus resultados, me escrevem mais ou menos o seguinte: “Não sei nada de Bolsa, mas tenho R$ 500. Dá para ganhar quanto no final do mês?”

A maioria foca no ganho e não no caminho, gastando horas imaginando como a vida será maravilhosa quando tiverem os ganhos, mas não querem aprender. Conhecimento é a base para te levar mais longe.

Mas, se você não quer se educar financeiramente, de nada vai adiantar conseguir ganhos no day trade. Ainda assim, você irá quebrar no futuro, como muitos que vieram para a Bolsa na pandemia atrás de ganhos rápidos e fáceis – e eles não existem.

 

Ariane Campolim Ariane Campolim é produtora de conteúdo na Clear Corretora. Atua como investidora desde 2015, principalmente como trader. Antes de trabalhar no setor, ela foi analista de tecnologia do Itaú Unibanco. É formada em física médica pela UNESP e cursou pós-graduação em negócios e gestão de pessoas no Insper

Compartilhe

Mais de A vida dos traders

A vida dos traders

Como encontrar um método para operar Day Trade?

Se você chegou agora, quero informar que venho escrevendo uma série de artigos e compartilhando passo a passo de cada etapa da minha jornada até viver como trader. Comecei falando sobre como conhecemos o mundo dos investimentos, como e por que você precisa abrir conta em uma corretora e a importância de uma plataforma.Neste artigo, […]